Como você vem medindo o desempenho dos processos em sua empresa? Caso encontre dificuldade para realizar vendas, saiba que é provável que alguma atividade esteja resultando em baixo faturamento. Nesse caso, você deve utilizar os indicadores de desempenho para desenvolver uma nova abordagem e resolver a questão.

Com a leitura deste artigo, entenda como aperfeiçoar os processos da sua empresa usando alguns importantes indicadores de desempenho. Não deixe de conferir!

O que são indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho, popularmente conhecidos pela sigla KPI (Key Performance Indicator), são métricas que permitem que o gestor verifique se os processos atuais da empresa atingem os resultados esperados — dentro de um período pré-estabelecido.

A empresa deve traçar um índice para medir o andamento de determinado progresso e, para isso, os gestores precisam coletar as informações em cada estratégia. Isso permite definir não apenas se o objetivo foi alcançado, mas também para que a equipe responsável possa desenvolver estratégias assertivas para melhorar o resultado.

Confira a seguir os indicadores de desempenho que são fundamentais para uma empresa de sucesso.

Principais indicadores de desempenho

1. Indicador de eficiência

Você já imaginou ampliar o seu faturamento, com redução dos custos e aumento dos lucros? Saiba que a tarefa não é impossível.

Quando a equipe utiliza o indicador de eficiência, a empresa pode listar todos os processos feitos, desde a montagem/planejamento de um produto, até a entrega para o seu cliente. Dessa forma, quando colocamos todos os gastos no papel, é possível identificar quais atividades demandam mais recursos.

A prática tem como objetivo eliminar ou substituir as tarefas custosas. Caso seja um processo desnecessário ou que traga pouco resultado, não pense duas vezes antes de eliminá-lo. Assim, se os gastos apresentam um impacto desde o fornecedor, tente negociar o valor.

Se não for possível, considere substituir por outro para contar com um maior rendimento.

2. Indicador de produtividade

Esse indicador pode ser utilizado de duas maneiras. Primeiro, o resultado permite que a sua empresa verifique se os serviços/produtos vendidos foram entregues dentro ou fora do prazo estipulado para os seus clientes.

Caso as entregas tenham atrasos constantes, a companhia pode tanto verificar com a transportadora os motivos que levam à demora, quanto verificar os próprios processos internos.

Já a segunda situação é quando a empresa usa a métrica para medir o desempenho em processos internos da corporação. Isso permite que o gestor identifique qual o rendimento dos colaboradores dentro da sua hora de trabalho. Eles conseguem produzir o número esperado dentro da carga horária?

Em casos abaixo do esperado, o gestor deve reunir a equipe para entender quais são as dificuldades encontradas em suas atividades.

3. Indicador de marketing

As campanhas de marketing têm uma grande relevância no momento de divulgar os produtos e aumentar a visibilidade da sua empresa, correto? Por esse motivo, o empreendedor deve usar a sua métrica para saber se as campanhas têm atraído o número esperado de visitantes em sua loja ou site.

A questão é que muitas empresas acreditam que basta publicar os produtos em mídias sociais para atrair o público desejado. Quando publicamos sem uma estratégia definida, a companhia pode ter justamente o desempenho contrário: afastar os clientes por meio de spam.

Por outro lado, ao alinhar as atividades com o objetivo a ser alcançado, a empresa não só deixa de correr o risco de perder dinheiro com publicações pagas, como consegue atrair, com maior efetividade, os leads — ou potenciais clientes — desejados.

4. Indicadores de qualidade

Os indicadores de qualidade têm como objetivo verificar se a qualidade do produto/serviço corresponde à expectativa do usuário. Trata-se de um processo fundamental para manter o bom relacionamento com os clientes, concorda?

Para obter tais informações, o empreendedor deve medir os resultados por meio da pesquisa de satisfação logo após um período de experimentação do produto vendido. Dessa forma, a empresa identifica pontos a serem melhorados, tanto em sua produção, quanto na entrega.

Além disso, o indicador pode ser utilizado em conjunto com o de produtividade para verificar se a produção está afetando, de alguma forma, a qualidade do produto final.

5. Indicador de sucesso de vendas

Mesmo que você não ofereça produtos em seu negócio, saiba que os atendentes devem ter algumas práticas de vendas para convencer o cliente a contratar o seu serviço. Os resultados mostram o quanto a sua empresa conseguiu fechar contratos/vendas dentro de um determinado período.

Caso o número esteja abaixo do esperado, procure entender, junto à sua equipe, se os atendentes:

  • estão preparados para receber os visitantes;
  • sabem apresentar as qualidades dos produtos;
  • conhecem as principais objeções/resistência a compras, criadas pelos consumidores.

Ao resolver essas questões, é possível identificar quais são os pontos a serem desenvolvidos junto à sua equipe. A capacitação tem a sua importância para que o cliente tenha maior confiança de concluir as vendas.

6. Indicador de lucratividade

Apesar de parecer óbvio, há empreendedores que cometem o erro de acreditar que o lucro vem apenas da conta básica de subtrair o valor faturado do valor gasto.

Caso você acredite que o valor gasto gira em torno apenas do seu custo de produção, está enganado. Para identificar o real lucro obtido, a empresa deve incluir a comissão de um vendedor/plataforma online de vendas, o valor investido em suas campanhas de marketing e até o valor pago com o frete.

A importância em acompanhar as métricas

Como vimos no artigo, podemos utilizar os indicadores em diferentes áreas de uma empresa. O seu uso permite descobrir não apenas pontos a serem melhorados, como descobrir o motivo pelo qual a companhia vem gastando mais do que devia.

Para que você consiga melhorar o desempenho, trace metas que possam ser atingidas na situação atual de seus processos. Entre elas, defina as metas:

  • históricas: para comparar o desempenho atual com as atividades anteriores;
  • estratégicas: para aperfeiçoar o processo e, assim, alcançar o objetivo traçado.

Entendemos que o mercado competitivo tem afetado o pequeno e médio empresário. Por conta disso, as empresas devem buscar ferramentas, como os indicadores de desempenho, para lidar com a alta concorrência. Dessa forma, será possível otimizar os processos da companhia e alcançar as metas estipuladas no período de planejamento.

É natural encontrar desafios em alguns momentos, como conquistar maior presença online e até mesmo se manter relevante diante da concorrência. Para superar os pontos citados, criamos um artigo para ajudar você em sua carreira empreendedora. Para saber mais, clique aqui!

Escreva um comentário